Por quê devo ir à Igreja?


Em um momento em que uma multidão de pessoas em todo o mundo está decidindo não frequentar mais a igreja local, nunca foi tão comum a questão: por quê devo ir à igreja? E, para ajudar nessa questão tão cara em nossos dias, selecionamos uma reflexão, logo abaixo, do grande apologista cristão William Lane Craig sobre esse tema. 

Aqueles que se recusam a frequentar e participar na igreja estão a agir de forma antibíblica, desafiando os requisitos de um verdadeiro discípulo de Jesus. A igreja local é o corpo de Cristo. Somos ordenados nas Escrituras a não negligenciar a nossa reunião (Hebreus 10.24-26). Aqueles que se recusam a fazê-lo estão, portanto, sendo desobedientes às Escrituras e ao Senhor.

O equívoco fundamental dessas pessoas é que a razão para frequentar a igreja é o que “ganhamos com isso”. Portanto, se alguém não ganha nada em frequentar a igreja, como infelizmente acontece com muita frequência, ele se considera dispensado desse dever cristão. Isto é totalmente equivocado. A razão pela qual frequentamos a igreja não é para conseguir algo, mas para dar algo, ou seja, a adoração coletiva, que é devida a Deus, sem mencionar o amor aos outros e o serviço a eles. A razão para sair da cama no domingo de manhã [às vezes no frio e no escuro, eu acrescentaria!], preparar-se para o culto, e ir até a reunião com diversas pessoas no dia, é render a Deus e aos nossos irmãos o que lhes devemos. Então, como pode um cristão que ama a Deus negar-lhe o que lhe é devido e ignorar as necessidades dos irmãos e irmãs ao seu redor?

Certa vez, minha esposa Jan me perguntou: “Por que a igreja está tão confusa?” Eu respondi: “Provavelmente porque está cheio de pessoas como nós”. Nenhum de nós está em posição de ter uma atitude superior aos da igreja local. É claro que eles ficam aquém do ideal, às vezes terrivelmente aquém, mas nós também temos falhas e falhamos. Essas pessoas são filhos de Deus, pelo amor de Deus, e portanto da realeza! Eles merecem ser tratados com respeito. A humildade exige que toleremos as falhas dos outros e os tratemos com compaixão.

Também podemos perguntar-nos o que cada um de nós pode fazer para contribuir para a saúde do corpo local de Cristo. Lembre-se de que cada um de nós recebeu um dom espiritual que somos responsáveis ​​por exercer no contexto do corpo local para a edificação do todo (I Pedro 4.10). Aqueles que se recusam a frequentar e participar na igreja estão a negligenciar o seu dom espiritual e, portanto, prejudicam não só o corpo de Cristo, mas também a si próprios no seu próprio desenvolvimento espiritual. É claro que, se o tipo de adoração que acontece na nossa igreja local não conduz à nossa adoração a Deus, então precisamos encontrar uma igreja diferente que seja mais conducente a esse fim. Mas o que é errado fazer é parar completamente de ir à igreja e de participar da vida da igreja.

Postagem Anterior Próxima Postagem